Você vermifuga seu cão?

A maioria dos tutores já deve saber que é muito importante vermifugar os cães quando eles ainda são filhotes para proteger a sua saúde.

Mas há quem não dê muita bola ou que seja apenas meio desligado nesta questão.

Porém, esse assunto não dá para ser deixado de lado.

A vermifugação é um procedimento essencial para garantir o bem estar dos pets e evitar diversas doenças, como a zoonose.

Para manter os bichanos bem longe e protegidos dos parasitas, é fundamental que os tutores façam check-ups com o veterinário periodicamente e administrem o vermífugo de acordo com as orientações do mesmo.

A primeira dose, por exemplo, deve ser feita quando o filhotinho tem, mais ou menos, 21 dias de vida. Depois, com 36 dias e por último, com 57.

Esse cuidado logo nos primeiros meses de vida do pet é de grande ajuda para mantê-lo protegido, enquanto sua saúde ainda é frágil e mais suscetível a contaminação.

Mas não para por aí!

É preciso manter uma certa frequência de vermifugação, de acordo com estilo de vida que você e seu pet têm e o risco de exposição do animal.

Se você gosta de levar seu peludo para passear por tudo o que é canto e frequentar ambientes com outros cães, o risco é maior, pois a contaminação ocorre tanto por via oral, quanto pelo contato direto da pele do bichano com ovos e larvas em fezes no meio do caminho.

Caso isso aconteça, o cão começará a apresentar alguns sintomas, como perda de apetite e peso, diarreia e pelos secos. É possível também que o pet sinta coceira e desconforto na região do bumbum e esfregue-o no chão ou nas paredes para aliviar a dor.

Ah, e não esqueça de sempre levá-lo com uma guia e coleira ou peitoral de qualidade, para garantir que o bichano não vai escapar! Que tal conferir a linha de acessórios da Líder da Matilha? Acesse clicando aqui.

Por isso, a prevenção é sempre a melhor solução!

  • Esteja sempre em dia com as consultas no veterinário.
  • Observe o comportamento do pet e examine as suas fezes.
  • Evite alimentar o bichano com carne crua, pois ela pode transportar os parasitas direto para o intestino do cão.
  • Sempre recolha os dejetos do pet depois que ele evacuar. Principalmente se vocês estiverem na rua.

Além de manter a cidade limpa, você está protegendo os outros cãezinhos que passarem por ali também!

No Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *